O clássico da literatura, Grande Gatsby vai ganhar uma nova adaptação, dessa vez em série.

Segundo o The Holywood Reporter, + E Studios e ITV Studios America estão se unindo ao escritor Michael Hirst para uma série de TV de grande orçamento baseada no romance icônico de F. Scott Fitzgerald. Uma emissora ainda não está definida, já que os co-produtores planejam distribuir a série em canais premium de TV a cabo e streaming.

A adaptação liderada por Hirst está em andamento há pelo menos três anos, desde quando o criador dos Vikings fez um acordo com a A + E Studios de Barry Jossen. 

A versão atualizada estava silenciosamente em desenvolvimento no ano passado na Apple, antes que a gigante da tecnologia mudasse de curso.

“Parece que vivi com Gatsby a maior parte da minha vida, lendo-o primeiro quando era um garoto, depois ensinando-o em Oxford na década de 1970 e relendo-o periodicamente desde então”, disse Hirst.

Gatsby de Hirst irá explorar a comunidade negra de Nova York na década de 1920, bem como a subcultura musical. Farah Jasmine Griffin, professor de inglês, literatura e consultora dos estúdios afro-americanos da Universidade de Columbia, também atuará como consultor na série. Ela trabalhará diretamente com Hazard e Hirst no drama. 

Descrita como uma reimaginação, a série vai cavar mais fundo nas vidas ocultas de seus personagens através das lentes modernas de um sonho americano fraturado, enquanto também captura toda a majestade da visão atemporal de Fitzgerald.

Gatsby foi adaptado para a tela grande várias vezes, com tomadas em 1926 (com destaque por Warner Baxter), 1949 (com Alan Ladd), 1974 (estrelado por Robert Redford e Mia Farrow), 2000 em um filme para TV (com Paul Rudd e Toby Stephens) e em 2013 (com Leonardo DiCaprio).