Artigos Filmes e Séries

Conceitos do Cinema | O que é a Arma de Tchekhov?

Anúncios

“Ninguém deve colocar um rifle carregado no palco se não estiver pensando em dispará-lo.”

Essa frase marca o princípio básico da famosa “Arma de Chekhov”, elaborada pelo famoso escritor, contista, dramaturgo russo Anton Tchekhov, que estabeleceu: não se deve haver falsas promessas em uma narrativa, todos os elementos de uma história devem ser úteis ou essenciais. O que não for útil, deve ser removido.

Se pararmos para pensar, percebemos que essa regrinha já foi quebrada muitas vezes no cinema, por inconsistências no roteiro, erros de continuidade ou pelo famoso artifício usado por autores menos inspirados: o Deus ex machina! . Como já vimos no blog, o Deus ex machina é causado por um mal proveito da Arma de Chekhov, ou também pela desconsideração da técnica.

Durante a história do Cinema, em seu início, a partir do momento que foi criado um modelo para a indústria, também foi elaborada uma Narração Clássica. Esta pregava a homogeneidade, a linearidade e a coerência na narrativa, portanto podemos observar a primeira tentativa de deixar, como dizemos hoje: o roteiro redondo, todo amarrado.

Essa instalação da continuidade narrativa foi o que marcou alguns dos primeiros usos da Arma de Chekhov no Cinema. A partir de usos (bem óbvios para os espectadores de hoje em dia) de planos-detalhe em algum objeto de cena, ou de primeiros-planos em personagens específicos, o espectador entendia a mensagem a ser passada, e antecipava qual seria o efeito posterior dos elementos que foram destacados.

Uma técnica importantíssima para a história do Cinema, criada pelo Cineasta D.W. Griffith, o Insert consistia no primeiro plano de detalhe do filme, que, na cena, dá uma informação importante ao espectador, sublinhando seu impacto dramático.

Agora deu pra entender a importância desse recurso para a evolução do Cinema e sua narrativa, né?

Anton Tchekhov

Há também os tipos, ou as derivações da Arma de Chekhov (separadas pelo tvtropes e algumas traduzidas pelo Bruno Grisci), algumas delas são:

  • Bumerangue de Chekhov: quando uma mesma Arma de Chekhov é utilizada mais de uma vez.
  • Arsenal de Chekhov:  quando há várias Armas de Chekhov em uma mesma obra. Podem ser aparições de pessoas, objetos, falas, etc. Comum em narrativas de suspense ou investigação, como Entre Facas e Segredos (2019)
Harlan Thrombey (representado por Christopher Plummer) em imagem promocional do filme
  • Presente de Chekhov: quando um presente aparentemente sem importância revela-se fundamental mais adiante na história. Consegue pensar em algum filme de Herói?
Cena de O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)
  • Arma de Chekhov inversa: o autor sabe que você está esperando por uma Arma de Chekhov, então prepara tudo para dar a entender que determinado objeto é especial, mas no momento crítico dá um jeito para que ele não possa ser usado ou seja inútil. É a tal quebra de expectativa.
  • A notícia de Chekhov: quando uma reportagem menciona algo que será importante mais tarde.
Cena de Bird Box (2018)
  • A tosse da morte: se algum personagem tossiu no primeiro ato, você pode ter certeza que este estará morto por volta do terceiro ato. Essa previsão também serve para coceiras, marcas estranhas pelo corpo, etc. A não ser que ao invés de uma morte, leve à um desenrolar mais interessante…
Cena de Stranger Things

Esses são só alguns exemplos de tipos de Arma de Chekhov e obras que contam com esse recurso mais do que necessário para garantir a lógica da narrativa e o nosso entendimento e assimilação da obra.

Comenta aqui embaixo se seu filme favorito tem ou está devendo uma Arma de Chekhov!

Referências:

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Arma_de_Chekhov

https://www.nintendoblast.com.br/2012/04/analogico-arma-de-chekhov-porque-nunca.html?m=1

5 comentários

      1. victoria pereira – Oie! Sou a Victoria, estudante de Cinema e Audiovisual na UFF ♡ Amo criar, escrever e produzir, principalmente sobre Cinema e Cultura Pop! Espero que curtam meu conteúdo :)
        victoria pereira disse:

Deixe uma resposta

%%footer%%