Crítica | Palm Springs – A comédia perfeita para um mundo onde nada mais importa

Tempo de leitura3 Minutos, 26 Segundos
Crítica | Palm Springs – A comédia perfeita para um mundo onde nada mais importa

Produzido por Andy Samberg e seus compatriotas de The Lonely Island, Akiva Schaffer e Jorma Taccone, o diretor Max Barbakow criou uma comédia destinada a se tornar favorita entre o público

Filmes que usam loops temporais como enredo não são difíceis de encontrar, Feitiço do Tempo e A Morte te dá Parabéns são os mais famosos com a temática, personagens que ficam presos em um dia ou em alguma situação e que precisam buscar um meio de voltar a sua vida normalmente. Mas sua ideia de filmes que usam dessa narrativa vai mudar depois de assistir Palm Springs, novo filme original da plataforma de streaming Hulu,

Protagonizado por Andy Samberg (Jake Peralta de Brooklyn 99) e Cristin Milioti (a mãe em How I Met Your Mother), a produção acompanha Nyles e Sarah que se conhecem durante um casamento; porém, quando decidem ter um tempo juntos, são atacados por um homem misterioso. Ao acordar, Sarah descobre que estão revivendo o mesmo dia, Nyles já está nessa a muito tempo. Quando percebem que estão na mesma situação, os dois decidem aproveitar o mesmo dia repetidamente.

Palm Springs' Trailer Starring Andy Samberg, Cristin Milioti - Variety

Em um mundo como esse, não se importar é fácil. Há pouco o que esperar e pouco a ganhar olhando para trás. E Nyles e Sarah realmente não querem olhar para trás. Cada um deles tem segredos que eles preferem passar a eternidade ignorando. Nyles e Sarah começam a se apaixonar porque, um no outro, eles podem se esconder de quem eram antes do tempo parar. Mas, eventualmente, o relacionamento deles dificulta a sua existência, porque quando você começa a amar alguém, precisa pensar na pessoa que vai ser – e essa é uma pergunta para a qual eles preferem não encontrar uma resposta. 

O mais surpreendente da trama é como o loop temporal não é o fator principal do enredo que tem como objetivo mostrar os dilemas de quem se ve no mesmo dia pra sempre, e nos coloca a pensar “O que eu faria se vivesse o mesmo dia todos os dias?”, por isso, a explicação para tudo isso não é necessária e só é nos mostrado o suficiente para que a história faça sentido. Exemplo disso é SPOILER: O fato de que Nyles nunca diz como ficou preso no dia ou a quanto tempo está nessa situação, e mesmo assim, isso não afeta negativamente o seu desenvolvimento que foca apenas na relação entre os dois protagonistas e nas alternativas que buscam pra tornar o loop mais divertido. Sempre em duas perspectivas.

E por falar em protagonistas, Samberg e Millioti funcionam muito bem juntos, ambos entregam atuações impecáveis e muito carismáticas. Entre o casal há mais do que uma química sexual em cena, mas sim uma química cômica. Além do romance que já é esperados somos surpreendidos com diálogos profundos sobre relacionamento, futuro, proposito, mas que são abordados de forma leve com o uso de um humor inteligente, que foge dos clichês de comédias românticas. Uma trama que combina com a fotografia divertida e colorida.

Star Andy Samberg sees 'Palm Springs' as fun twist on 'Groundhog ...
Bastidores de Palm Springs

E ainda sobre atuações brilhantes, temos J.K Simmons, que mesmo aparecendo em poucas cenas, tem um papel essencial no desenvolvimento da trama, e entrega um trabalho impecável em um dos seus personagens mais engraçados da carreira. Parte de seu personagem também um dos diálogos mais profundos, sobre observar o lado positivo em ficar preso no tempo.

O longa estreou no Festival de Sundance, em janeiro, e estava previsto para estrear nos cinemas. A decisão de levá-lo direto para o streaming veio por conta da situação indefinida gerada pela pandemia do novo coronavírus, que fez com os cinemas no mundo todo precisassem ser fechados.

Palm Springs é uma comédia inteligente e leve e que diz muito sobre os dias atuais, afinal, com a quarentena é como se todos os dias fossem iguais não é?

Ficha técnica completa – Palm Springs

TítuloPalm Springs (Original)
Ano produção2020
Dirigido porMax Barbakow
Estreia10 de Julho de 2020 ( Mundial )
Outras datas 
Duração90 minutos
Classificação
GêneroComédia
Países de OrigemEstados Unidos da América

Fonte: Filmow

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta