Crítica | Destacamento Blood – O outro lado da Guerra do Vietnã

Tempo de leitura2 Minutos, 18 Segundos
Crítica | Destacamento Blood – O outro lado da Guerra do Vietnã

Em Destacamento Blood, o sempre brilhante diretor Spike Lee nos apresenta uma nova visão para a guerra do Vietnã, que continuamente é retratada nas telas de forma deturpada e de maneira a reforçar o apagamento racial. Não haveria momento melhor para esse filme, que estrearia em Cannes, mas que devido à pandemia chega ao Netflix apenas algumas semanas depois da explosão dos protestos Black Lives Matter em todo o mundo.

A história gira em torno de 4 amigos veteranos de guerra que voltam ao Vietnã com uma missão: a busca por reparação, que vem por meio do resgate de uma fortuna escondida desde os tempos de luta e também da busca pelo corpo do seu grande líder que morreu em batalha, representado pelo nosso querido Príncipe T’Challa (Chadwick Boseman).

Destacamento Blood', de Spike Lee, é perfeito para o momento atual ...

O filme apresenta duas narrativas paralelas para evidenciar tempos distintos. Para explicar as transições, Lee usou aquele recurso básico, que eu particularmente gosto muito, a visão 4×3, dessa vez, filmada em 15mm sempre que estamos vendo o passado. Técnica já conhecida do público para retratar dois tempos, bem comum nas séries do Sam Esmail (Mr. Robot e Homecoming).

Esse é um filme cheio de referências e críticas ao culto criado ao Vietnã pelo cinema de guerra. É possível perceber que muitas cenas são baseadas em Apocalypse Now, Rambo e outros filmes que falam sobre o tema, bem como a estética, que reflete sua abordagem mais teatral. Mesmo retratando o passado, as cenas de guerra são feitas com os mesmos atores da trama central, sem usar o recurso de rejuvenescimento, as batalhas são carregadas de um drama exagerado e mostram até mesmo o sangue plastificado.

Leia mais: “Da 5 Bloods: Irmãos de Armas” | Conheça o novo filme de Spike Lee

Lee coloca uma lupa nas emoções e traumas de seus personagens, todos ricos, cheios de nuances. E que atuações! Com destaque para Delroy Lindo (Paul), que em seu “Oscar tape” entrega um monólogo de tirar o folego, falando diretamente com o espectador por meio da quebra da quarta parede. Muitas camadas são acessadas e é possível sentir as suas emoções e ver o quanto a sua saúde mental foi afetada pela guerra.

Destacamento Blood é uma obra contemporânea que discute não somente as questões políticas, raciais e o apagamento sofrido pelos soldados negros, mas também dá uma bela aula de história.


Ficha Técnica: Destacamento Blood (Original Netflix)

Destacamento Blood poster - Poster 1 - AdoroCinema
  • Título Original: Da 5 Bloods
  • Duração: 155 minutos
  • Ano produção: 2020
  • Estreia: 12 de junho de 2020
  • Distribuidora: Netflix
  • Dirigido por: Spike Lee
  • Orçamento: U$ 35 – 45 milhões
  • Classificação: 16 anos
  • Gênero: Drama, Guerra
  • Países de Origem: EUA

Sinopse:

Spike Lee conta a história de quatro veteranos de guerra afro-americanos que voltam ao Vietnã à procura dos restos mortais de seu comandante e de um tesouro enterrado.

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta